Conhecer bem o tipo de pedra que irá utilizar na sua cozinha é fundamental, a escolha de um produto de qualidade poderá maximizar o seu tempo de uso.

Por isso, hoje eu vou te ajudar a escolher a pedra ideal para bancada da cozinha.

 

Granito

Vamos começar então, pela pedra mais acessível do mercado, mas primeiro precisamos entender mais sobre ela. O Granito é uma rocha formada por um conjunto de minerais, sua composição é basicamente a seguinte: Quartzo que é um mineral incolor, o Feldspato que é responsável pela variedade de cores, que varia de avermelhada, rosada e creme-acinzentada, e a Mica que se refere ao brilho da rocha.

É também a pedra mais dura encontrada, de maior durabilidade e resistência, por isso é a mais popular na criação de bancadas, pois pode resistir a altas pressões comuns no dia-a-dia.

É mais comum à utilização de granitos escuros na bancada da cozinha, do que os claros, por não marcar tanto as manchas causadas pelo uso contínuo da água e adesão com panelas quentes. O uso de tons escuros causa uma sofisticação na casa e combina com vários tipos de materiais, tornando a sua cozinha ainda mais elegante e prática.

O que não fica atrás também são as pedras mais claras, que além de serem mais versáteis, também combinam com invariáveis tipos de materiais, uma ótima opção para quem gosta daquela cozinha toda Clean, porém, é preciso ter um pouco mais cuidado com a manutenção e limpeza, sendo que as pedras claras são mais propícias a manchas que as escuras.

Abaixo te mostrarei os tipos de granitos e algumas imagens de referência para você se inspirar na hora da compra.

Observe as referências abaixo:

 

Corian

É uma boa opção para quem busca um Design mais moderno, o Corian transmite sensação de requinte para os ambientes.

Mais conhecido nos Estados Unidos, a primeira formulação do produto surgiu em 1963, é um material sintético para superfícies sólidas desenvolvidas pela Dupont. Sua composição é de 1/3 de resina acrílica e 2/3 de hidróxido de alumínio. Mas, além dessas informações técnicas, o que nos interessa mesmo é como podemos utilizá-lo nos ambientes do lar. O material foi comercializado como Corian em 1967 e em 1970, a formulação do produto foi alterada para o que conhecemos hoje, fazendo com que apresentasse maior resistência aos ácidos. A nova fórmula também o torna translúcido, aumentando suas possibilidades de decoração.

As peças são feitas com adesivos especiais que eliminam as juntas, dando a sensação de ser contínua a peças de tamanho grande. Tem um ótimo acabamento bem liso, o que a torna ainda mais bela.

Não é poroso, ser liso, o acabamento não tem pequenos poros o que evita o acúmulo de resíduos. Como é um material homogêneo, as superfícies de Corian podem ser restauradas com lixa simples, semelhante ao que é feito com madeira.

Além de indicado para uso interno, também é um material adequado para uso externo, que não é afetado pela radiação ultravioleta e por isso não amarela com o tempo.

É uma boa escolha para serem utilizadas em hospitais, clínicas médicas e até mesmo banheiros por tratar-se de um material impermeável e antibacteriano.

Devido a esta vantagem e à ausência de juntas, as superfícies são fáceis de limpar e dificultam a presença de germes. Portanto, pode ser usado no banheiro ou na cozinha com total tranquilidade, desde que sejam tomadas as devidas precauções quanto ao uso em locais onde há aumento de temperatura.

Ao redor do mundo, e principalmente nos EUA, há uma infinidade de cores da pedra. E aqui no Brasil ainda não há uma cartela tão grande de tons, mas vamos combinar que as cores também não são tão poucas, afinal há disponibilidade de 27 tonalidades.

 

Veja alguns exemplos:

 

Mármore

Quando o assunto é Mármore muita gente tem dúvidas sobre qual a diferença entre ele e o granito, quais suas vantagens e desvantagens, e qual a melhor forma de cuidá-lo.

Assim como o granito, o mármore também é muito usado como piso e revestimento em projetos de casas. Por isso, é muito comum que as pessoas fiquem em dúvida sobre em qual dos dois mais vale a pena investir.

Além de indicado para uso interno, também é um material adequado para uso externo, que não é afetado pela radiação ultravioleta e por isso não amarela com o tempo.

Mas como realmente diferenciar o Mármore do Granito? A diferença é que o Granito tem umas manchas como se fossem pintinhas sobre a pedra. Já o Mármore possui veios, é mais frágil e possui menos brilho que o Granito.

Um dos acabamentos que mais expressa elegância e sofisticação, o mármore é considerado um material belo e luxuoso. Muito utilizado na decoração de Interiores, como em pisos, bancadas para banheiro, quartos e também nas paredes.

Porém é preciso ter mais cuidado e não utilizar este material em bancadas de pia de cozinha e churrasqueiras, por exemplo, pois alimentos como limão e gordura podem manchar a pedra e danificá-la com facilidade.

O sol é outro fator para ter cuidado, pois os raios solares podem alterar a cor da sua pedra principalmente se ela tiver em lugar exposto ao sol diariamente e for de tonalidade escura, por isso é preciso ter bastante cuidado para a pedra não ficar manchada.

Dentre os acabamentos de superfície de Mármore temos:

Polido: Indicado para áreas internas tem aspecto liso e brilhante;

Bruto: é a superfície de mármores e granitos sem qualquer acabamento, usados tal como são achados na natureza, apenas serrados;

Jateado: acabamento de superfície à base de jato de areia. Sem brilho, é indicado para áreas externas;

Levigado: é lixado com abrasivos até deixá-lo liso. Seu aspecto é opaco, semi-polido;

Cristalização: processo feito por empresas especializadas com a função de criar uma película protetora para os pisos de mármore e granito;

Resinado: feito a partir da aplicação de resina líquida e lustração da mesma, cobrindo os poros que existem nas pedras dando um melhor polimento e brilho superior.

Á uma ampla variedade de tipos de mármore. Alguns exemplos:

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *